Nasce e cresce em um lar destruído

0
30
familia reconstruinda
Nasce e cresce em um lar destruído. Meu pai é alcoólatra, viviam brigando muito. Tiveram mais uma filha, eu por ser a mais velha, sempre apanhava pelas duas, por causa da educação que a minha mãe recebeu. Minha mãe vivia nervosa, me batia muito e me insultava e me humilhava o tempo todo.
 
Meu pai acabou perdendo o emprego, tentou um negócio, mas não deu certo e acabou bebendo todo o resto que sobrou. Meus pais acabaram se separando quando eu tinha 10, minha mãe fugiu com a gente pra SC para viver na casa da minha tia e ela vivia me comparando com ele.
 
Com 15 me mandou para um colégio semi-interno agrícola, “para eu limpar peixe de porco” como ela dizia e aí para estudar lá tive que morar em outra cidade, com outras gurias. Com 17 ela se juntou com meu atual padrasto e fomos morar todos juntos em outra cidade. Lá os dois me humilhavam muito e minha irmã era indiferente, sempre ficava do lado da minha mãe.
 
Com 18 minha mão tinha me mandado morar com o bêbado do meu pai, trabalhando para pagar uma escola particular e ela voltou para me buscar. Me formei no segundo grau, trabalhei para pagar um cursinho, entrei para a faculdade, depois surgiu a oportunidade de trabalhar no exterior e me joguei, mas as coisas por lá não deram muito certo e acabei voltando, sem quase dinheiro… voltei para faculdade, minha mãe e meu padrasto tinham ido morar na praia e eu fiquei pagando aluguel na cidade com o pouco que me restou.  Mas passei por muitas dificuldades. Mesmo tendo cursos, um inglês fluente e quase me formando, mal consigo prover meu sustento, pois o que ganho é muito pouco. 
 
A minha irmã também
foi para o exterior e conseguiu se casar e se estabilizar lá e ela agora está
comprando um apartamento que eu localizei e minha mãe está ajudando no
financiamento. E minha mãe diz que não vai me ajudar porque minha irmã está se virando sozinha.
 
Será que vou me formar e ter
que morar numa favela, virar prostituta para me virar sozinha? Meu pai é
praticamente um mendigo e alcoólatra e agora está sustentando uma outra família
de quase 5 pessoas, não posso contar com ele. Eu já fui a que mais ganhava
dinheiro na família quando morava fora, hoje sou a que ganha menos. Moro
sozinha, numa kitnet sem varanda, sem área de serviço… para piorar sou
solteira tem 4 anos, imagina se alguém vai querer alguém com uma família como a
minha, não posso nem pensar em casar ou juntar os trapos, pra dividir as contas
e viver melhor com amor, dignidade e respeito.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here